20
06.10.2017 • Febrafite

Senadora critica projeto que prevê demissão de servidores públicos

A senadora Ângela Portela (PDT-RR) criticou o projeto de lei que impõe sanções aos servidores públicos que não atingirem níveis mínimos de desempenho (PLS 116/2017 – complementar). Para ela, a proposta, de autoria da senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE) constitui sério risco ao funcionalismo por abrir caminho à demissão de servidores estáveis.

Ângela admite que, em princípio, é correto cobrar desempenho dos funcionários, mas é preciso encontrar os instrumentos adequados para esse objetivo. Em sua avaliação, o texto em análise tem um “viés punitivo” e pode ser usado como meio de desmonte do sistema de bem-estar social.

A senadora associou o projeto às reformas trabalhistas e da Previdência, que, em seu entendimento, retiram
direitos históricos da população. Ela considera que os defensores do chamado Estado mínimo usam o pretexto da busca da eficiência para executar políticas que negam a justiça social.

“Por trás disso está a visão desse Estado excludente, avesso ao conceito de justiça social e empenhado na negação de serviços públicos pela submissão de todas as atividades produtivas à lógica empresarial”, afirmou.

Por Agência Senado 

 

OUTRAS NOTÍCIAS

18.10.2017 • Febrafite

Carreiras de Estado protestam contra ataques do deputado federal Bonifácio de Andrada

Em nota pública divulgada para a imprensa e toda a...

SAIBA MAIS +
17.10.2017 • Febrafite

Comissão mista do Congresso debate Lei Kandir em Porto Alegre

Há mais de 20 anos em vigor e resultando em...

SAIBA MAIS +
17.10.2017 • Febrafite

Em Minas, sociedade e representantes do Poder Público se unem para cobrar da União perdas fiscais da Lei Kandir

A vice-presidente da Febrafite, Maria Aparecida Neto Lacerda e Meloni,...

SAIBA MAIS +
16.10.2017 • Febrafite

Opinião | A reforma tributária e o último suspiro da proteção social

No “debate nacional” protagonizado pelos donos do poder é necessário...

SAIBA MAIS +