10
19.09.2018 • Febrafite

Projeto prevê rigor na punição a sonegador

Por Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo 

Na esteira da reforma tributária, um projeto em tramitação no Senado que acaba com a impunidade criminal de sonegadores de impostos que quitam seus débitos deve ganhar força no Congresso.

Calcula-se que o Brasil perde por ano cerca de R$ 480 bilhões de arrecadação em decorrência de sonegação fiscal. E o País integra o grupo dos mais benevolentes com os sonegadores, ao lado de Colômbia, Malásia, Panamá, Portugal, República Checa e Cingapura, revela estudo da Fundação Getúlio Vargas realizado pelo coordenador de Fiscalização da Receita Federal, Flávio Campos.
 
A reforma prevê simplificar o caótico sistema tributário nacional, mas em troca endurecer a punição contras os fraudadores. A situação brasileira foi agravada, nos últimos anos, pelos sucessivos Refis (programas de refinanciamento de dívida), que vêm permitido a empresas e pessoas físicas parcelar débitos – o que inclui os investigados em operações policiais, como Lava Jato, Zelotes e Ararath. Além do parcelamento, os Refis costumam oferecer descontos generosos e prorrogação de prazo para o pagamento. Os acordos livram os acusados de responder a processos por crime fiscal.
 

 

Leia íntegra da reportagem do Estado de S. Paulo.

OUTRAS NOTÍCIAS

09.07.2022 • fiscosul

Revista 40 anos da Fiscosul

https://e.issuu.com/anonymous-embed.html?u=kuana&d=revista_fiscosul_final_toda

SAIBA MAIS +
05.12.2019 • fiscosul

Nota de Falecimento

    É com grande pesar que comunicamos o falecimento do Auditor Fiscal...

SAIBA MAIS +
01.11.2019 • Febrafite

Mais de um terço das cidades não conseguem se manter com a própria receita

relação entre a receita gerada localmente pelos municípios brasileiros e...

SAIBA MAIS +
31.10.2019 • fiscosul

Dia do servidor público estadual

DIA 28 DE OUTUBRO   Caríssimos colegas servidores,   Aproveitamos a comemoração do Dia...

SAIBA MAIS +